quarta-feira, 12 de março de 2014

A BELEZA DAS PEQUENAS COISAS

Vivemos em um mundo no qual corremos muito, é um verdadeiro corre-corre pra lá e pra cá. No final do dia, às vezes temos a sensação de que fomos engolidos pelo tempo, pelas atividades do dia. Não sobrou tempo pra nós.
 
Se você vive assim, cuidado! Tudo isso nos leva a vivermos como máquinas humanas, para quem “o fazer” passa a ser mais importante do que “o ser”. Não temos tempo para fazer coisas simples da vida, como olhar o pôr-do-sol, aguar o jardim, ficar à vontade dentro de casa sem se preocupar no que terei de fazer depois, dar comida pro cachorro, brincar com as crianças, narrar os acontecimentos engraçados do dia na mesa, após as refeições, ouvir boa música, cantar no chuveiro, sair com a família pra passear, visitar os amigos, tomar aquele cafezinho com tapioca ou cuscuz na casa da vovó, deitar no chão e ficar “de papo pro ar”, olhando as nuvens passando lá no céu.
Tudo isso, para o homem de hoje, às vezes parece perda de tempo, coisa pra gente sem o que fazer. Coisa de filme. Será?
 
É, se deixarmos de viver esses e outros pequenos detalhes da vida, tornaremo-nos escravos da cultura do produzir, do fazer, do corre-corre. Cultura essa onde o homem vale por aquilo que produz, pelo que faz. Não encontra tempo para o Criador, para o próximo e muito menos para si mesmo.
Que o Senhor nos liberte dessa triste prisão do homem moderno, que apesar de todos esses sintomas lamentáveis se diz feliz, evoluído.
 
Partilho alguns pontos que nos ajudarão a cultivar essa simplicidade de vida, sem stress, sem agonia. Onde tudo tem o seu devido valor, onde Deus é o centro da nossa existência, da nossa vida. Onde o irmão é o segundo e eu sou o feliz terceiro.
 
1.    Reserve um tempo do seu dia por mais corrido que ele seja para estar com Deus. A oração pessoal e o encontro com Jesus, diariamente, na Eucaristia é tudo para nós. Também dê a devida atenção à Palavra de Deus.
2.    Curta mais sua família. Aproveite todos os momentos que você tem com ela pra expressar o quanto você a ama. A família é o nosso ninho, nosso habitat natural.
3.    Aprofunde suas amizades. Encontre tempo para estar com os seus amigos.
4.    Ria mais. Sorria, cultive o hábito de sorrir. Tire a cara feia, de stress, e aprenda a dar boas e sadias gargalhadas de vez em quando. Isso faz muito bem.
5.    Leia um bom livro, ouça uma boa música.
6.    Faça pequenas coisas que lhe dão prazer e motivação pra viver, tipo:
- Olhe o pôr-do-sol
- Veja a rosa que desabrochou depois da chuva no seu jardim
- Preste atenção ao barulho da chuva caindo no telhado, sinta o cheiro da terra molhada.
- Ouça atentamente o canto dos pardais, ao início de cada dia
- Ouça o canto dos pássaros
- Sinta a brisa suave do fim de noite
- Contemple o sorriso puro e livre de uma criança
- Olhe pra você no espelho e sinta alegria e gratidão por sua vida, por você. Sinta satisfação ao cortar o cabelo, fazer a barba, arrumar-se.
 
Seja você, seja filho do Criador, seja livre. Aproveite cada momento da vida, pois são únicos e não se repetem mais.
 
Vanilton Lima

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

FICO - FERROVIA DE INTEGRAÇÃO DO CENTRO OESTE

ACESSE O VÍDEO QUE EXPLICA COMO SERÁ CONSTRUÍDA A FERROVIA POR ETAPA.


<iframe width="640" height="360" src="//www.youtube.com/embed/x9SHrMzrcOE?feature=player_detailpage" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

http://youtu.be/x9SHrMzrcOE

terça-feira, 19 de novembro de 2013

PREFEITURA DE PARANATINGA ENTREGA UMA AMBULÂNCIA PARA A COMUNIDADE DE SANTIAGO DO NORTE.

Os moradores de Santiago do Norte, em Paranatinga, foram beneficiados com a entrega de uma nova ambulância para atender a comunidade. A iniciativa é resultado de reivindicação e empenho do Vereador Paulinho da Farmácia, através do deputado Nininho junto a Prefeitura de Paranatinga e a Secretaria de Saúde do município.  
O Prefeito de Paranatinga, Vilson Pires esteve pessoalmente para a entrega da ambulância em solenidade ocorrida na última quinta-feira (15) em frente ao posto de Saúde, bem como a Primeira Dama e Secretária de Saúde, Lindineide Belém, o Vereador João do Salto, o Sr. Caçula do Loteamento da Macuco, nossa enfermeira Margarida, contando com a presença dos moradores. 


O prefeito informou que o veículo foi todo reformado e está apto a atender a nossa comunidade visto as condições precárias das entradas nesse período de chuva. Agora o serviço da ambulância será prestado 24 horas e estará a disposição do posto de saúde, atendendo não só Santiago do Norte, mas as fazendas da nossa região e comunidades circunvizinhas. 

A Secretária de Saúde, Lindineide Belém, ressaltou as dificuldades de atender todo o município por causa da sua grande extensão territorial, mas que tem feito esforços para suprir as necessidades e reivindicações dos moradores. O município de Paranatinga possui 24.166, 077 km2 de superfície, cerca de 21 000 habitantes, duas etnias indígenas Bacairi e Xavante, bioma de cerrado e amazônia.



quinta-feira, 17 de outubro de 2013

GOVERNO FEDERAL PUBLICA CONDIÇÕES DE CONCESSÃO DA FICO E BR 163

Ferrovia será construída; rodovia será duplicada


O Diário Oficial da União publicou ontem (14), o modelo e as condições gerais de concessão das ferrovias, o que inclui entre outros trechos, a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), que liga Lucas do Rio Verde a Campinorte (GO).

De acordo com o modelo aprovado pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, as licitações serão conduzidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e ocorrerão na modalidade de concorrência pública na BM&F - Bovespa, em São Paulo.

Será considerado vencedor de cada um dos leilões quem apresentar o menor valor da proposta econômica, composto pela Tarifa Básica de Disponibilidade da Capacidade Operacional (TBDCO) e da Tarifa Básica de Fruição (TBF), obedecendo ao teto estabelecido no edital, ainda não lançado.

Rodovia

Sobre a concessão da BR-163, principal corredor para o escoamento de grãos no Estado de Mato Grosso, a novidade é que o edital deve ser aberto ainda este ano, uma vez que os estudos econômico-financeiros já foram aprovados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Serão concedidos a iniciativa privada a gestão de 850 km da rodovia. Em contrapartida, a vencedora da licitação terá de duplicar o trecho até o quinto ano de concessão, sendo que 10% da obra deve ser concluída antes do início da cobrança de pedágio.

O contrato de concessão é de 30 anos e estabelece como valor inicial máximo de pedágio R$ 4,05 para cada 100 km de percurso. O modelo de contrato está aberto a participação de empresas brasileiras ou estrangeiras, instituições financeiras, fundos de pensão e investimentos.

FONTE: MÍDIA NEWS

CND APROVA PLANO DE CONCESSÃO DE DUAS FERROVIAS

Aprovada pelo CND e publicada no Diário Oficial desta segunda (14) ferrovia Campinorte (GO) via  Água Boa (MT) até Lucas do Rio Verde (MT)
O Conselho Nacional de Desestatização (CND), presidido pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, aprovou o modelo operacional e as condições gerais para desestatização de dois trechos ferroviários federais. Depois de divulgar a concessão da ferrovia que ligará Açailândia (MA) a Barcarena (PA), de 457,29 quilômetros, o governo agora anuncia a concessão à iniciativa privada da ligação entre Ouro Verde (GO), Estrela d'Oeste (SP) e Dourados (MS), com 1.340 quilômetros de extensão, e o trecho entre Lucas do Rio Verde (MT), Campinorte (GO), Palmas (TO) e Anápolis (GO), com 1.920 quilômetros. A decisão está publicada em resolução no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 14.
Segundo o plano aprovado, as concessões das duas ferrovias terão um prazo de 35 anos, prorrogável uma única vez por até 35 anos, apenas para fins de recomposição do equilíbrio-financeiro. As licitações das ferrovias serão conduzidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e ocorrerão na modalidade de concorrência pública na BM&FBovespa, em São Paulo.
Será considerado vencedor de cada um dos leilões quem apresentar o menor valor da proposta econômica, composto pela Tarifa Básica de Disponibilidade da Capacidade Operacional (TBDCO) e da Tarifa Básica de Fruição (TBF), obedecendo ao teto a ser estabelecido no edital dos leilões.
Ver ampliado  em Leia Mais>>>
CONSELHO NACIONAL DE DESESTATIZAÇÃO
RESOLUÇÃO No- 16, DE 11 DE OUTUBRO DE 2013
Aprova o modelo operacional e as condições gerais para a desestatização, mediante a concessão de trechos ferroviários que especifica, a serem implementados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres- ANTT.

O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE DESESTATIZAÇÃO - CND, no uso das atribuições que lhe confere o § 4º do art. 5º, da Lei nº 9.491, de 09 de setembro de 1997; e tendo em vista o disposto no art. 7º, inciso VI e § 3º e art. 10, inciso II, alínea "a", ambos do Decreto nº 2.594, de 15 de maio de 1998, bem como:
Considerando a necessidade de permitir que a Administração Pública concentre seus esforços nas atividades em que a presença do Estado seja fundamental para consecução das prioridades nacionais;
Considerando a inclusão no Programa Nacional de Desestatização - PND de trechos de ferrovia entre Ouro Verde, no estado de Goiás, e Dourados, no estado do Mato Grosso do Sul, bem como
trechos de ferrovia entre Lucas do Rio Verde, no estado do Mato Grosso, e Campinorte, no Estado de Goiás, e Palmas, no estado de Tocantins e Anápolis, no estado de Goiás, nos termos do Decreto nº8.094, de 04 de setembro de 2013;
Considerando que o Ministério dos Transportes decidiu adotar, como referência para a desestatização dos trechos ferroviários mencionados acima, os estudos de viabilidade e o modelo operacional de Edital e Contrato elaborados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, com a colaboração do corpo técnico do Ministériodos Transportes, da Empresa de Planejamento e Logística S.A. e da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.;
e Considerando a necessidade de garantir investimentos nos trechos ferroviários acima referidos mediante a prática de tarifas módicas para os usuários, resolve, ad referendum do colegiado:
Art 1º Aprovar o modelo operacional e as condições gerais para a desestatização, por meio da outorga dos trechos de ferrovias federais adiante descritos, a serem implementadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, na forma a seguir apresentada.
Art. 2º As desestatizações previstas nesta Resolução serão executadas na modalidade operacional da concessão, pelo prazo de 35 (trinta e cinco) anos, prorrogáveis uma única vez por até 35 (trinta e cinco) anos, apenas para fins de recomposição do equilíbrio econômico-financeiro, nas hipóteses estabelecidas pelo contrato.
Parágrafo único. O instrumento contratual de prorrogação deverá explicitar o respectivo prazo, as obras ou serviços a serem executados, os valores estimados, a TBDCO - Tarifa Básica de Disponibilidade da Capacidade Operacional e a TBF - Tarifa Básica de
Fruição a serem pagas.
Art. 3º Extinta as concessões, serão revertidos ao poder concedente todos os bens, direitos e privilégios transferidos ao concessionário ou adquiridos no decorrer da outorga, necessários à continuidade dos serviços relacionados à concessão. § 1º A reversão será automática, com os bens em perfeitas condições de operacionalidade, utilização e manutenção e livres de
quaisquer ônus ou encargos.
§ 2º Caso a reversão dos bens não ocorra nas condições estabelecidas neste artigo, a Concessionária indenizará o poder concedente, podendo este executar as garantias oferecidas pela concessionária.

FONTE: ÁGUA BOA NEWS