quarta-feira, 12 de março de 2014

A BELEZA DAS PEQUENAS COISAS

Vivemos em um mundo no qual corremos muito, é um verdadeiro corre-corre pra lá e pra cá. No final do dia, às vezes temos a sensação de que fomos engolidos pelo tempo, pelas atividades do dia. Não sobrou tempo pra nós.
 
Se você vive assim, cuidado! Tudo isso nos leva a vivermos como máquinas humanas, para quem “o fazer” passa a ser mais importante do que “o ser”. Não temos tempo para fazer coisas simples da vida, como olhar o pôr-do-sol, aguar o jardim, ficar à vontade dentro de casa sem se preocupar no que terei de fazer depois, dar comida pro cachorro, brincar com as crianças, narrar os acontecimentos engraçados do dia na mesa, após as refeições, ouvir boa música, cantar no chuveiro, sair com a família pra passear, visitar os amigos, tomar aquele cafezinho com tapioca ou cuscuz na casa da vovó, deitar no chão e ficar “de papo pro ar”, olhando as nuvens passando lá no céu.
Tudo isso, para o homem de hoje, às vezes parece perda de tempo, coisa pra gente sem o que fazer. Coisa de filme. Será?
 
É, se deixarmos de viver esses e outros pequenos detalhes da vida, tornaremo-nos escravos da cultura do produzir, do fazer, do corre-corre. Cultura essa onde o homem vale por aquilo que produz, pelo que faz. Não encontra tempo para o Criador, para o próximo e muito menos para si mesmo.
Que o Senhor nos liberte dessa triste prisão do homem moderno, que apesar de todos esses sintomas lamentáveis se diz feliz, evoluído.
 
Partilho alguns pontos que nos ajudarão a cultivar essa simplicidade de vida, sem stress, sem agonia. Onde tudo tem o seu devido valor, onde Deus é o centro da nossa existência, da nossa vida. Onde o irmão é o segundo e eu sou o feliz terceiro.
 
1.    Reserve um tempo do seu dia por mais corrido que ele seja para estar com Deus. A oração pessoal e o encontro com Jesus, diariamente, na Eucaristia é tudo para nós. Também dê a devida atenção à Palavra de Deus.
2.    Curta mais sua família. Aproveite todos os momentos que você tem com ela pra expressar o quanto você a ama. A família é o nosso ninho, nosso habitat natural.
3.    Aprofunde suas amizades. Encontre tempo para estar com os seus amigos.
4.    Ria mais. Sorria, cultive o hábito de sorrir. Tire a cara feia, de stress, e aprenda a dar boas e sadias gargalhadas de vez em quando. Isso faz muito bem.
5.    Leia um bom livro, ouça uma boa música.
6.    Faça pequenas coisas que lhe dão prazer e motivação pra viver, tipo:
- Olhe o pôr-do-sol
- Veja a rosa que desabrochou depois da chuva no seu jardim
- Preste atenção ao barulho da chuva caindo no telhado, sinta o cheiro da terra molhada.
- Ouça atentamente o canto dos pardais, ao início de cada dia
- Ouça o canto dos pássaros
- Sinta a brisa suave do fim de noite
- Contemple o sorriso puro e livre de uma criança
- Olhe pra você no espelho e sinta alegria e gratidão por sua vida, por você. Sinta satisfação ao cortar o cabelo, fazer a barba, arrumar-se.
 
Seja você, seja filho do Criador, seja livre. Aproveite cada momento da vida, pois são únicos e não se repetem mais.
 
Vanilton Lima

Um comentário: